Autores
Anabela Ferreira
Anabela Ferreira

Nascida de 43 semanas e com um dente no ano da liberdade, cheguei para sonhar com utopias! Observadora atenta de tudo o que me rodeava. Muito cedo investi no corpo e na capacidade mental de superação de barreiras a praticar atletismo. Cedo descobri que o meu percurso seria feito através das artes. E em adolescente partilhei uma curiosidade acutilante com os mestres de joalharia da escola Soares do Reis, enquanto participava ativamente em vários projetos de teatro amador. A poesia e o teatro começaram a ganhar uma imensa importância na minha vida e segui a via profissionalizante juntando-me à “embarcação” da companhia Seiva Trupe. Nesta experiência tive o privilégio de trabalhar com grandes personalidades que me conduziram para o estudo aprofundado do teatro. Estudo esse que realizei na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo  no que se pode dizer que foi o ano de ouro desta escola. No rasto deste brilho, a concentração de utópicos por metro quadrado era imensa! E portanto nasceram frutos de grande qualidade artística e humana. Aqui a manta da minha vida começou a costurar-se (e já poucos retalhos se lhe poderiam juntar). A realização pessoal e profissional estava no bom caminho.  Observadora sensível do comportamento humano, durante os meus anos de estudante dei-me à experiência de dinamizar grupos de jovens em risco psicossocial, guardo-a como uma das experiências mais estruturantes da minha vida. O cume da realização emocional foi conhecer o que viria a ser o pai dos meus dois filhos. Nesta tempestade de emoções, tive o privilégio de ser selecionada para participar num dos eventos artísticos de referência do séc. XX, e em 97 Incorporei a equipa do evento da Expo 98 “A peregrinação, do Bando” ao serviço dos Royal De Luxe. Rumo a sul, depois do trabalho com as multidões, dei-me de novo à experiência dos grupos de crianças e jovens de risco. No sentido de seguir a minha vocação (pessoas e arte) aceitei o desafio de fazer programação cultural, e durante 10 anos explorei, organizei e produzi espetáculos para todos, enquanto Coordenava um espaço Municipal de Atividades Juvenis - Centro Juvenil. Como mãe fui fundadora de uma cooperativa de apoio à família na primeira Infância - Cooperativa Traquinas Índios e Sábios, crl. Projeto que ainda hoje é o meu hobbie, entre outros como plantar árvores, que como eu criam raízes e dão fruto!

Copyright (C) 2017 Edições Vieira da Silva LDA. Todos os direitos reservados.

design by LAYOUT